Escolha sua região:

Blog Operaction


Cuidando de seu operador de maquinas pesadas, dicas importantes.

05/03/2015
Enviado por Marcus Lacerda

A imagem da empresa muitas vezes é representada pelos seus colaboradores diretos e até mesmo indiretos.Quando um operador mal educado entra na obra de uma construtora para executar serviços, ele é a própria empresa. Se ocorrer um acidente, a sociedade enxerga que o acidente foi com a máquina da construtora “tal”. A construtora que subcontrata um operador é corresponsável pelos atos de seus subordinados, respondendo perante a lei.

O operador é o maior responsável por causar a boa ou a má impressão da empresa que ele representa. Precisamos atentar-nos que ele é um ponto de atenção. Pouco adianta um SAC absolutamente competente e rápido, um comercial que entenda e atenda as necessidades do cliente, quando a pessoa que está na frente de trabalho no campo põe tudo a perder.

A seguir, algumas boas práticas, para desenvolver e cuidar dos operadores, principais representantes da empresa nas frentes de trabalho. Lembre-se, a prática leva à perfeição.

1- Recrutamento, seleção e contratação.

O recrutamento de operadores deve incluir, além das tradicionais pesquisas junto aos órgãos de proteção de crédito e seguradoras, o prontuário da CNH, que inclui pontuação e acidentes. A pesquisa deve também incluir sua experiência em empregos anteriores.

Escolhidos os profissionais para contratação, estes só devem operar após receberem todos os treinamentos necessários, e a certeza de amplo entendimento das regras da empresa. Eles devem receber copias dos manuais de operação e manutenção e assinar uma lauda dos procedimentos para formalizar os ensinamentos.

As cópias devem ser arquivadas junto aos registros de cada operador.

2- Procedimentos de segurança e apresentação

Procedimentos de segurança versam sobre a operação das máquinas pesadas com ênfase na direção defensiva. Eles devem ser claros e disponíveis em forma de manual, que por sua vez deve ser esmiuçado no treinamento inicial de todos os operadores e deve estar disponível e com fácil acesso, de preferência dentro de cada equipamento.

A reciclagem do treinamento deve ser obrigatória, com prazo de um ano e deve abranger todos os operadores. Os exames de saúde idem.

Os operadores receberão noções de higiene e devem ser encorajados a manter uma aparência sadia, com uniformes limpos, barba feita, cabelos e unhas cortadas.

O uso de crachá válido e EPI´s são obrigatórios.

3- Orientação e treinamento

Nenhum operador deve começar a utilizar qualquer equipamento até a conclusão da orientação e da “certificação”. A orientação deve incluir a formação de condução defensiva, normas de segurança, políticas e práticas da empresa, horário de trabalho, e inspeção / lubrificação diárias.

Um teste real de operação, acompanhado de um profissional qualificado, ajudará a determinar os pontos que devem ser enfatizados no desenvolvimento profissional.

A empresa também deve manter reuniões regulares, focando temas como, qualidade, segurança, direção defensiva, condução econômica e outras que achar interessante, inclusive de cunho pessoal como questões de saúde e família.

Todos os treinamentos deverão ser registrados e cada participante deverá receber certificado, cuja cópia devera ser anexada junto aos registros de cada participante.

4- Retenção de operadores e reconhecimento

Ótimo, você conseguiu atrair e desenvolver os operadores. Seus profissionais são os melhores qualificados do mercado, seus clientes não se cansam de elogiar, mas, e agora, como mantê-los?

Da mesma forma que as más condutas devem ser corrigidas, as boas devem ser recompensadas. Salário é importante, porém, não é a única forma de reter os operadores.

Um programa de recompensas baseado em metas tangíveis, que podem incluir manutenção das máquinas, limpeza, médias de consumo, regularidade e obediência aos horários, aparência pessoal e trato com os clientes, por exemplo, pode recompensar em valores ou prêmios, incluindo a destinação das melhores máquinas aos melhores operadores, isso dá status a eles.

Um bom plano de carreira também é um atrativo para reter os profissionais. Operadores podem mudar de nível de conhecimento e ter mais destaque em trabalhos mais elaborados. Isto aumenta sua renda e seu compromisso com a empresa.

Outra prática importante diz respeito à entrevista de desligamento, podendo assim entender e corrigir as causas que levam os operadores a deixarem a empresa.

5- Investigação e acompanhamento de acidentes

Todos os acidentes devem ser investigados e ter suas causas determinadas, assim como sua causa raiz. Se possível, os fatores de risco também deverão ser levantados, permitindo uma ampla análise, de forma a impedir eventos futuros através do tratamento e correção das causas básicas.

Os operadores envolvidos, dependendo da gravidade do acidente, devem ficar afastados de suas atividades até completa elucidação, podendo gerar desde um novo treinamento, até punições mais severas. Mas lembre-se de manter-se sempre dentro das leis trabalhistas. Punições desnecessárias ou fora de um contexto podem trazer muitas dores de cabeça.

Também deverá ser feita análise se houve violação às normas e procedimentos da empresa.

6- Regras de jornada de trabalho

As regras de jornada de trabalho deverão ser minuciosamente explicadas e deverá haver acompanhamento para evitar violação. A não observância das regras de jornada de trabalho poderá causar alguns destes acidentes, até passíveis de processos trabalhistas, portanto, merece atenção.

7- Práticas de manutenção

Os operadores deverão receber treinamento especializado com o objetivo de fazer as checagens rotineiras, serem capazes de identificar alguns problemas, bem como saber as causas das falhas e possíveis formas de correção.

Todo maquina deverá possuir os registros de manutenção apontando data do evento, descrição dos serviços, perímetro na data, peças utilizadas, previsão de revisão dos serviços tanto em data como em horas, valor gasto e quem foi o responsável.

Desta forma, é possível programar manutenções futuras e valores gastos ou futuros.

Lembre-se: suas maquinas são outdoors ambulantes, equipamentos limpos e bem mantidos passam impressão de seriedade.

8- Códigos de ética, conduta e medidas disciplinares.

Por fim, a empresa deve expor de forma clara quais são seus princípios e valores, qual é a sua missão e visão, seu código de ética, e quais são as medidas disciplinares.

Deve haver registros das ocorrências, principalmente no que se refere a acidentes, jornada de trabalho, tratamento de colegas de trabalho e clientes, uso não autorizado de equipamentos e atividades ilegais ou inseguras e também elogios.

Você deve analisar e procurar entender em quais destes pontos você tem lacunas, podendo assim, corrigi-los ou aperfeiçoá-los. A decisão de mudar necessita partir da direção da empresa, e deve de certa forma, contagiar a todos.

Qualidade e honestidade são virtudes que se notam, portanto, você não precisa dizer que possui, seu cliente vai notar.

Arquivo

Buscar Tags

NÚVEM DE TAGS

Seja um operador de máquinas

Operaction é uma empresa especializada em equipamentos de construção e terraplanagem. Oferecemos treinamentos de operadores e outros trabalhos neste segmento.

© 2019 Operaction