Escolha sua região:

Blog Operaction


Dicas operação - Pás Carregadeiras

05/08/2014
Enviado por Paulo Tagliaferri

Para alcançar a máxima produtividade de uma pá carregadeira na sua operação de carregamento os operadores e motoristas de caminhão devem trabalhar em conjunto. O posicionamento do caminhão em relação ao carregador é fundamental para aumentar a produtividade e produzir menores tempos de ciclo.  O caminhão deve se posicionar com um ângulo de 45 graus da pilha e manter uma distância que permita ao operador levantar e se aproximar simultaneamente para a posição de despejo, sempre em linha reta, com isso manterá a distância entre a pá carregadeira e o caminhão tão curta quanto possível, aumentando a produtividade significativamente.

Quanto menor a distância que a carregadeira gasta para se aproximar do caminhão de transporte, mais rápido o operador pode retornar para a pilha para a próxima carga. À medida que a pilha de material reduz, o operador da carregadeira deve ajustar o ponto do caminhão de modo há manter o tempo ideal de ciclo.

A carregadeira deve entrar reta na pilha do material, com o fundo da caçamba paralelo ao piso, em 1ª marcha e aceleração total e deslocamento limitado a 1,5 volta do pneu. Atenção carregamentos com a pá carregadeira na posição articulada geram elevados esforços no eixo dianteiro, desgaste no eixo cardã e até mesmo a sua quebra se o material carregado for de alta densidade. Várias empresas têm pesquisado o posicionamento preciso. Estudos mostram que o posicionamento ideal do caminhão deve ser de cerca de 20 metros do estoque para que a pá carregadeira possa operar em um ciclo de carregamento em 'Y' entre o caminhão e a pilha, para reduzir a possibilidade de uma colisão entre a pá e o caminhão, e maximizar a economia de combustível e a produtividade da pá carregadeira, limitando a distância de operação. Quanto mais o caminhão está distante da pilha de material, mais a pá carregadeira tem de viajar para carregar o caminhão, que consumira mais tempo e, por fim, comprometendo a produção. Precisamos ter certeza de sua operação de carga foi configurada de forma eficiente. Os fabricantes estimam um tempo de ciclo básico (carga, descarga, manobra) seja de 0,45-0,55 minutos dependendo do tamanho do equipamento.  Este tempo de ciclo pode ser influenciado por vários fatores. O entorno de um estoque pode dificultar as operações de carga, especialmente se outra máquina está envolvida. Certifique-se que a superfície da área operacional esteja livre de obstáculos como, objetos,  buracos ou material  derramado. Duas coisas são importantes ao dimensionar uma pá carregadeira para um caminhão: altura de descarga e a capacidade volumétrica da caçamba. Ou você seleciona um caminhão para se ajustar a máquina ou seleciona uma pá carregadeira para atender a frota de transporte. Todos  fabricantes fornecem as capacidades de carga e gráficos de densidade de material para combinar com a caçamba de sua máquina.  Para calcular o tamanho da caçamba, divida o volume necessário por ciclo pelo fator de enchimento da caçamba. Um alto fator de enchimento naturalmente permite que mais material  seja movido por ciclo. Os fatores que afetam isso são formato da caçamba, o material a ser movido e o ângulo de recolhimento da caçamba. Caçambas mais profundas comparadas com máquinas que têm um ângulo de recolhimento superior à altura de transporte irão mover mais materiais. 

O volume da caçamba e a densidade do material irão determinar a pá carregadeira de tamanho correto.  Ao realizar os cálculos, selecione sempre uma pá carregadeira de rodas com uma capacidade um pouco maior do que você calculou. Contrapesos excessivos e uma máquina sub dimensionada irão reduzir a vida útil dos componentes e impactar negativamente a estabilidade.  Se um o vendedor recomendar um lastro no equipamento é um sinal de que a carregadeira foi dimensionada de forma inadequada. Se for necessário acrescentar mais peso na máquina, aconselhamos usar cloreto de cálcio (CaCl) nos pneus como o método preferido, em vez de adicionar contra pesos, porque consumirá menos combustível. 

Em algumas aplicações, o lastro dos pneus pode oferecer tração adicional para evitar a patinagem das rodas em condições extremas, bem como a estabilidade adicional. As máquinas atuais têm derrapagem mínima devido às opções de diferenciais, como a posição de bloqueio, deslizamento limitado ou lock up, mas algumas aplicações que envolvem condições escorregadias para períodos maiores podem exigir que de lastro ser colocado no pneu. Isso ajudará a manter a tração.  Se não quiser usar o CaCl (pode corroer os aros) sugerimos anticongelante RV importado dos USA.  Algumas dicas para uma operação rápida e produtiva:

O serviço de limpeza aumenta a produtividade. É também importante manter limpo o piso de movimentação em frente da pilha. Um piso de carga limpo economiza no desgaste dos pneus, reduzindo cortes. Também permite que o tempo de ciclo constante seja mantido com muito mais facilidade.  Limpeza é igual à velocidade. Os operadores podem manter uma velocidade maior durante o ciclo, porque eles não estão sendo balançados no terreno irregular, ajudando a manter o material na caçamba depois de ter sido carregado, minimizando o derramamento de material.  As carregadeiras de rodas devem permanecer sempre em movimento. Nivele o piso da área de carga e se prepare para o próximo caminhão de transporte.

Auxilie os motoristas no posicionamento correto do caminhão para permitir tempos de ciclo ideais e posições adequadas.  Limpeza da plataforma e estradas também são muito importantes, e não afetam os tempos de ciclo. Limpando corretamente as superfícies e mantendo-as aplainadas reduziremos a possibilidade de tombamento, quebras, deslizamentos, não mencionando uma redução no derramamento de materiais.  Operadores treinados conhecem os recursos das maquinas.  Também é importante compreender quaisquer características que aumentem a produtividade. Se os operadoras não conhecem os procedimentos operacionais corretos para a unidade que estão usando sua operação será medíocre! Um exemplo seria o uso do seletor de potência do motor, se usado incorretamente aumentará o consumo e afetará o desempenho.  Outras características incluem o retorno de cavar e retornar da caçamba para transportar. O treinamento adequado sobre o uso desses recursos pode aumentar a produtividade. As características especiais, como retorno para escavar e retornar para realizar tarefas reduzirão a fadiga do operador e podem ter um efeito positivo sobre a produção e os tempos de ciclo. Existem operadores que não gostam desses recursos, porque eles não foram treinados para usá-los de forma eficaz.  Consistência é o maior benefício. Esses recursos certamente minimizarão a fadiga do operador e permitem altos níveis de produção consistentes de serem mantidos ao longo de um ciclo de trabalho, automatizando algumas das respectivas porções do ciclo.  Além disso, não interferem no conforto do operador. Um operador em estado de conforto é a chave para a produtividade. Assentos reguláveis e anatômicos, controle interno de temperatura, detalhes ergonômicos, vidros curvos e tintos e um bom rádio / CD player com pendrive, contribuirão para melhorar a produtividade.

Mas lembre-se, não perca a atenção durante a operação. Carregamentos contínuos geram desgatas e proporcionam ao operador uma atenção dispersa. Isto pode causar baixa produtividade e até mesmo acidentes.

 

Arquivo

Buscar Tags

NÚVEM DE TAGS

Seja um operador de máquinas

Operaction é uma empresa especializada em equipamentos de construção e terraplanagem. Oferecemos treinamentos de operadores e outros trabalhos neste segmento.

© 2019 Operaction